sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Jaqueta corta vento.

Olás, 

Quando falamos em Jaqueta corta-vento nos vem à mente inúmeras marcas e valores.
Se fizermos uma pesquisa encontraremos  marcas cujo preço ultrapassa os US$ 1.000! Por outro lado, há nessas marcas consagradas e caras jaquetas que não atendem os cicloturistas, ou mesmo homens e mulheres que pedalam de um modo geral. São jaquetas que não possuem sistema de ventilação e, à medida que pedalamos, o suor vai se acumulando, incomodando bastante e fazendo o efeito exatamente contrário, pois nas descidas longas o suor esfria e congela o nosso corpo. 

Assim, a jaqueta corta vento para o biker precisa ter um bom sistema de ventilação. Na corta vento a gente pode regular a abertura do zíper, de maneira a entrar mais ou menos vento em nosso tórax, até que obtenhamos um temperatura agradável para o pedalar. É interessante lembrar que, como há o respiro nas costas, o vento que entra através da abertura que deixamos no zíper, saí no respiro, circulando por todo o nosso tórax.

Outra coisa é,  qual cor escolher? Ora, se estamos pedalando quer nas ruas ou mesmo estradas é importante que sejamos vistos pelos veículos que trafegam à nossa volta. Assim, é importante que escolhamos uma jaqueta com cor berrante, vermelha, amarela, verde claro, etc. Se possível fuja das cores escuras, principalmente a preta, que nos torna invisíveis sobre o asfalto.

Por muito tempo eu usei folhas de jornal sob a camiseta, fazendo o efeito de corta vento. Uma maneira hiper barata de driblar o vento nas manhas e tardes mais geladas. Tentei por vezes usar uma capa de chuva improvisada como corta vento, mas por ser plástica, acumulava o suor e fazia o efeito contrário como já dissemos.
Há pouco tempo tirei o escorpião do bolso e comprei uma jaqueta corta vento da Refactor, na cor amarela.

Jaqueta corta vento unissex da Refactor.



Gostei!
É uma jaqueta com preço bastante acessível, que cumpre bem o seu papel.

Olha o que diz a descrição: "Jaqueta Corta Vento da Refactor  feita em Nylon emborrachado, com zíper frontal e faixa refletiva nas costa. Possui bolso traseiro com fecho e um eficiente sistema de "respiro" nas costas que ajuda a manter o corpo seco". 

É leve, pesa apenas 150 g e ocupa pouquíssimo espaço, o que é primordial para cicloturistas.

Esta semana, de bastante vento frio aqui em São Paulo, testei a jaqueta e aprovei. Em dias de inverno mais rigorosos acredito que usar uma camiseta de algodão de manga longa por baixo será o ideal. Eu prefiro assim. Já usei blusões impermeáveis em dias de frio e foi o caos! Se você tira, sente frio, se veste sente calor. Melhor uma jaqueta leve que me permita usar o "efeito cebola" à medida que vou ganhando a estrada e o tempo vai esquentando, do que o "tudo ou nada" das jaquetas pesadonas. Dá última vez que cicloviajei no inverno levei uma blusa enorme que só ela ocupava metade do alforje!



A corta vento da Refactor possui dois bolsos traseiros, estilo envelope, fechados por velcro que ajudam bastante no transporte de objetos leves.

O zíper frontal inteiriço também ajuda bastante na hora de por e tirar a jaqueta. Fuja das jaquetas com apenas meio zíper frontal, pois na hora de por ou tirar você tem que tirar óculos, capacete, boné, etc.

Também possui uma faixa refletiva nas costas, altura dos ombros, que ajuda na iluminação passiva da bicicleta.

O custo X benefício é muito bom.

O que não podemos confundir é jaqueta corta vento com capa de chuva. A jaqueta da Refactor não é impermeável, pois eu também fiz esse teste. Para os dias chuvosos o ideal será usar uma capa de chuva no estilo poncho, também com respiro, que pode ser encontrado nas lojas especializadas de artigos para bikers de um modo geral.

Imagem da Internet apenas para ilustração.


Finalmente uma boa dica para manter os zíperes correndo bem e suavemente é passar parafina neles. Use uma vela e esfregue a vontade, tanto por dentro quanto por fora. Faça isso não só com a Jaqueta, mas com zíperes de um modo geral. Refaça a operação de vez em quando. Grafite também é bom, mas costuma sujar a roupa, barraca, etc.

Espero que estas dicas possam de alguma forma ajudar os amigos e amigas que, como eu, adoram andar de bicicleta mesmo no frio.

Obs.: Este artigo contém a minha impressão pessoal, nada tendo a ver com os fabricantes dos produtos citados.

Um grande cicloabraço do...



3 comentários:

Ari Barbosa Martins disse...

Muito bom o seu blog Antigão! Já fiz algumas cicloviagens mas algumas dicas sempre são úteis. O Sr. é um espelho para os cicloviajantes, continue sempre a nos prestigiar com o seu blog.

Ari Barbosa Martins disse...

Muito boa as dicas, Antigão. Serão de muito valia para a minha próxima cicloviagem.

Led Bol disse...

Comprei uma jaqueta da marca Canari (Canari Flash Shell Jacket), muito boa e com bom preço (US$ 30). O tecido transpira, tem detalhes reflexivos, bolso traseiro e se empacota no próprio bolso.

Vi na Amazon por US$ 20.

http://www.amazon.com/dp/B008KK9O6I/ref=asc_df_B008KK9O6I2677076?smid=ATVPDKIKX0DER&tag=pg-1383-95-20&linkCode=asn&creative=395097&creativeASIN=B008KK9O6I