sábado, 17 de agosto de 2013

Projeto Sul - São Paulo, SP a Balneário Camboriú, SC.

Olá, amigos leitores!

Após aquilo que eu sempre chamo de "pausa pungente" eis que está nascendo um novo projeto de cicloviagem.

Após uma dura subida sempre vem uma excelente descida!


Devido aos problemas de saúde que me acometeram no primeiro semestre deste ano, exceto uma cicloviagem que fiz em companhia do amigo e parceiro Fábio Almeida, em direção ao Sertão da Bocaina, região de Bananal, SP, os demais dias e meses foram de pura pausa. No início deste mês de agosto fui liberado pela Cardiologista para cicloviajar. Contudo, por incrível que pareça uma tosse apareceu e me deu trabalho. Para não tomar vento frio no peito e agravar o problema resolvi prorrogar a "pausa pungente" e continuei parado. Só que, agora já melhor e já sentindo saudades das estradas, resolvi partir para um novo projeto: Sair da "Selva de Pedra" e chegar até Balneário Camboriú, SC.


Por que escolhi essa cidade do litoral catarinense? A priori, pela proximidade com o mar aliada à possibilidade de conhecer pessoalmente alguns amigos cicloturistas de lá e de Florianópolis. Também por uma curiosidade que me acometeu quando pedalei de Paranaguá para Morretes, no Paraná. Naquela ocasião vi as saídas para Matinhos, Guaratuba, cheguei em casa e fui pesquisar no Google Maps estradas para aquela região. Assim nasceu na minha mente um projeto de cicloviagem para aquela região. Outro fator que está pesando na balança é poder descer a Serra da Graciosa. Há tempos eu almejo descer aquela Serra encantadora!

Serra da Graciosa, PR


O pedal terá início em Curitiba, PR, para onde devo seguir de ônibus. Dali em diante, Morretes, Matinhos, Guaratuba no Estado do Paraná e depois Itapoá, S. Fco. do Sul, Barra do Sul, Barra Velha e outras cidades de Santa Catarina até atingir B. Camboriú, meu destino.
O projeto é zarpar na segunda quinzena de setembro, num pedal solo. Como venho de um longo período de convalescença vou fazer esse pedal solo, parando onde me der na telha. A parte que toca de Curitiba até Morretes talvez eu tenha a companhia de amigos cicloturistas do Paraná, pois já havíamos combinado isso no ano passado, quando tive o grato prazer de conhecê-los pessoalmente. 

Um fator que pode me forçar a adiar essa cicloviagem será uma cirurgia do olho esquerdo, que minha mãe fará nos próximo dias. Esperamos no Papai do Céu que tudo ficará bem. Minha esposa também está melhor, graças a Deus, permitindo que eu faça a cicloviagem sossegado. Espero em uma semana ou pouco mais já estar de volta, em casa.

A Nanika.


O projeto como sempre é seguir acampando, preparando minhas próprias refeições. Ficar em pousada só no caso de não haver Campings seguros na região do pouso. Já fiz contato por e-mail com vários Campings da região e até com pousadas onde percebi que os Campings eram mais raros.
Sabemos também que essa pesquisa nos fornece valores aproximados das estadias, tornando a cicloviagem mais econômica. Fazer uma cicloviagem desse porte sem pesquisar além de não ser seguro pode tornar o passeio $pesado demai$.
Ainda não tracei todo o trajeto com a devida exatidão, mas sei que pedalarei aproximadamente em torno de 380 Km. Com mais a viagem de ônibus temos: Ida: (380 + 420) = 800 Km. Na volta mais 637 Km de bus até a Rodoviária de São Paulo e pedal até em casa. Portanto, nada de pressa.
E como eu adoro aventura esse pedal será feito de bicicleta dobrável! Isso mesmo, a Nanika vai provar que é bike grande!

A minha "Nanika" durante este ano foi totalmente preparada para esse momento. Não vai perder o jogo, tenho certeza. Ela já tá até de selim Brooks! Tá chique a danadinha!

O importante é confiar no equipamento; prepará-lo adequadamente de maneiras que se possa fazer uma cicloviagem sossegado, sem percalços. 

Agora é torcer para essa friaca dar uma trégua e permitir que possamos cicloviajar com uma temperatura mais amena.
Nos dias que se seguem vamos aprimorando o projeto,  mas nunca esquecendo que Deus está sempre á frente de tudo. Nada irá avante se Deus não quiser.

18/08/2013 - Nova Informação: Recebi ontem e aceitei o convite para me hospedar na casa de um grande amigo em Florianópolis. Portanto a cicloviagem se estenderá em mais 80 prazerosos Km.

Um grande abraço do ...







7 comentários:

Gabriel Rangel disse...

Amigo, não deixe de avisa quando for fazer a viagem. Faz um tempo que estou planejando fazer a Graciosa de novo, e com a namorada, então sem medo quanto a número de paradas. Uma esticada até Guaratuba também pode ser possível.
Eu tenho um projeto, que ainda vou fazer um dia, que é bem parecido com esse seu, porém com um dia de pausa na Ilha do Mel. Quem sabe até o fim do ano sai?

Waldson Gutierres disse...

Beleza, Gabriel, quando tiver a data te aviso, pode ficar tranquilo. Você pode descer via Morretes e chegar em Paranaguá e de lá pegar um barco regular para a Ilha do Mel. Na Ilha tem muitos campings bons, já pedalei por lá.
Tem também um Hostel muito bom.

Abraços.

Pizza Bis disse...

Que ótima notícia amigo Waldson, estamos esperando você aqui em Balneário Camboriú, fica tranquilo que aqui você tem onde ficar, estamos também organizando nossa viagem, vai ser dia 23/10 a 29/10. Um grande abraço.

Roberto

Ivy Castro disse...

Eu vi um casal que passou por essas cidades..parece uma rota maravilhosa...aguardando por aqui para acompanhar sua ciclotur!!!!! Abs e excelente viagem!!!

Brayan Linhares Fotografia disse...

Grande Antigão, sucesso nessa empreitada, nossa região aqui é muito bela para o pedal, qualquer duvida ou sugestões para roteiros aqui na região estou a disposição, faço questão de registrar sua passagem por Itajaí, Abraço!

Gilmar Doistempos disse...

Que bom Waldson que voce poderá voltar
a ativa em breve. Estamos no aguardo
das suas aventuras. []s :)

Waldson Gutierres disse...

Obrigado a todos pelos comentários. Os comentários sempre nos incentivam a continuar curtindo esse prazer imenso que é o pedalar.

Está chegando a hora! Ô coisa boa!

Abraços a todos!