sexta-feira, 2 de agosto de 2013

A alegria do retorno.

Em alguns momentos da vida, pedalar apenas 11 Km pode trazer mais prazer que pedalar 110 ou 1100 Km.



Dia 18/07/2013, portanto há apenas 15 dias, lá estava eu na mesa de cirurgia do Hospital São Paulo ouvindo o médico chefe dizer-me que não poderia me liberar após o exame de cateterismo, pois havia uma artéria importante do coração 90% entupida. Continuou dizendo que se me liberasse eu poderia infartar mesmo antes de chegar em casa. Naqueles poucos segundos, antes que eu o autorizasse a continuar os procedimentos para uma Angioplastia Coronária, um mundo de coisas passou pela minha cabeça. Eu estivera á beira da morte e nem percebera! Ah, como Deus fora bom para comigo! Naquele momento eu não sei se estava assustado ou feliz! Quando cheguei ao leito número 4, após a cirurgia, eu me perguntava: Como seria o pós-operatório?


Mas hoje, passados apenas 15 dias, lá estava eu sentindo novamente o ventinho no rosto, abrindo caminho por entre os carros, sinalizando para entrar, ora à esquerda, ora à direita, sentindo as rodas da bike em contato com o solo. Talvez algum observador mais atento tenha pensado, de onde esse velho ciclista tirou esse sorriso enorme que lhe estampa o rosto?



Foram apenas não mais do que 11 Km de minha casa até uma loja na Vila Santa Clara. Se sorri na ida, gargalhei na volta! Notar que mesmo com uma altimetria desfavorável não desci da bike nas grandes subidas foi motivo de muita alegria. Parei para descansar sim, mas retomei o pedal até vencer os trechos mais íngremes. Dores no peito, queimação? Ora isso faz parte do passado. Graças ao Papai do Céu em nenhum momento me senti com aquele cansaço de outrora.

Altimetria do trecho.



Sei lá, não me chamem de louco, mas parece até que a minha bike, a Nanika, estava sorrindo, contente por voltar a rodar pelo asfalto paulistano!

Nanika no interior da loja à minha espera.


Assim é a vida, amigos, simples, muito simples. O importante é termos saúde, estarmos em paz com Deus e com nossos irmãos nesta terra. Estejam certos: ninguém leva bens materiais desta vida. Portanto, sejam felizes, amem a Deus e ao próximo e aproveitem ao máximo a vida que Deus lhes deu! Não percam seu valioso tempo correndo atrás de coisas que não precisam!

Grande cicloabraço do...



6 comentários:

Mário Trindade disse...


"lá estava eu sentindo novamente o ventinho no rosto"

Isto diz tudo, felicidades.

Loureiro disse...

Mestre, mas que ótima notícia!!! em breve estará nas cicloviagens novamente!!! abraço

Luiz Bettoni disse...

Grande, antigão! Grandioso! Bem vindo de volta! Bem vindo coração novo! Bem vindo sorriso largo... hei, peraí, cadê o sorriso? Ah, tá ali atrás do bigode! =D Hábraços! e Hájacoração também!

Gerson Moraes disse...

Melhor que estar vivo é viver, e tão bom quanto viver é ver pessoas fazendo o que amam, e melhor que viver e ver pessoas fazendo o que amam é ver DEUS ao nosso lado fazendo tudo isso acontecer.
Que bom que você está bem e de volta, ou melhor, de saída! Boas Viagens!!!

Kalixto disse...

Parabéns pelo retorno, você é um exemplo para muitos.

Ivy Castro disse...

É muito bom saber que depois da tempestade vem a bonança...
Muita saúde e muitas pedaladas!!!