sábado, 18 de agosto de 2012

Litoral paulista de fio a pavio - Cicloviajando IV

De Guarujá-SP até a Praia de Boiçucanga, passando por Bertioga. Boiçucanga fica no Município de São Sebastião-SP. Esses municípios são enormes!

Depois de uma noite muito bem dormida, acordei muito bem disposto. Tomei um café juntamente com a Michelle e a Thamires, que já se preparavam para irem para os seus respectivos trabalhos.
Arrumei as tralhas e quando me preparava para sair ao encontro do amigo Vinícius, eis que ocorre um pequeno incidente. A bike ficara na garagem, mais ao fundo e um carro foi estacionado depois. Pois bem, a bike carregada não passava no espaço entre o carro e a parede. A Mi esquecera de me avisar que um carro grande iria estacionar ali, mais á noite.
Desmontei tudo, passei a bike vazia pelo corredor que ficara e montei tudo novamente. Enquanto isso o Vini, que já chegara ao Guarujá, me esperava no local do encontro - Confluências das Avenidas Adhemar de Barros com Santos Dumont.

A manhã estava meio fria e garoenta. Saí pedalando pela Av. Santos Dumont que está em plena reforma. Devido as reformas não se sabe onde é e onde não é ciclovia. Uma bagunça danada, mas que deve ser encarada de modo positivo, pois quando terminarem as reformas os moradores locais ganharão ciclovias novas, muito mais espaçosas e seguras.

Esse é o grande Vini, excelente parceiro.


Depois das apresentações, pois não nos conhecíamos pessoalmente, saímos pedalando em direção á Praia de Pernambuco, de onde pegaríamos a rodovia que atravessa a Ilha Santo Amaro até a Balsa para Bertioga.

Zona portuária em Guarujá-SP



Já nas Praias com o amigo Vini.



No começo até nos enrolamos um pouco com o caminho a ser seguido, mas perguntamos e o pessoal nos explicou direitinho o caminho a ser seguido.



Aos poucos o tempo foi se firmando e o dia ficou muito legal para a pedalada.








Comentei com o Vini que precisava parar numa bicicletaria para regular o câmbio dianteiro, que não estava descendo para a coroinha (22 dentes). Eu sabia que para Boiçucanga haviam três grandes subidas, como foi constatado e com a bike carregada a coroinha era imprescindível.
Paramos numa bicicletaria ao lado da rodovia, já na saída do Guarujá para Bertioga.

Aí houve o erro. O mecânico, que me pareceu não conhecer muito sobre regulagens de câmbio, alegou que o câmbio batia no para-lamas, portanto era esse o problema. Mas mexeu, mexeu e disse ter dado um jeito Não me cobraram nada pelo serviço. Posteriormente ao pedalar constatei que tudo estava do mesmo jeito: a coroinha não entrava. Bom, fazer o quê? Vamos assim mesmo, afinal três subidões se não entrar a marcha a gente empurra e tudo bem.



Saímos pedalando de boa, batendo bons papos e apreciando a bela paisagem que se descortinava á nossa volta.



Praias...



Portal da Estrada Parque Serra do Guararu, ainda na Ilha Santo Amaro-SP.



Visual maravilhoso!





 Garças brancas voam á nossa frente, abrindo caminho para o porvir.



 Chegamos á Balsa que liga a Ilha Santo Amaro ao Município de Bertioga-SP.



Bertioga.



Canal de Bertioga.






 Vini pedalando nas areias de Bertioga. Ao fundo Forte de São Sebastião.


Ciclovia na Praia da Enseada - Bertioga-SP



Aqui só saiu o rabo da Baleia amarela.



Estávamos procurando um restaurante onde já almocei outras vezes, mas acho que passamos. Vamos procurar comida boa e barata em outro lugar.



Ciclovia nova na avenida que segue sentido BR 101 (Rio - Santos)



Opa! Achamos comida boa e barata! As bikes descansam enquanto almoçamos. 



Aqui foi muito riso. Coloquei a máquina no disparador automático e saí correndo para sentar. Tropecei na mesa e quase derrubei tudo que havia nela. Foi hilariante!



Réplica do Moar da Ilha de Páscoa. Muito bonito!


Riviera de São Lourenço. Muitas lembranças de muitos anos atrás, quando isto tudo era uma praia deserta! Faz tempo... muito tempo!...



O tempo ficou show e a estrada colabora... bora pedalar minha gente!!!



Lá vem o Vini!



Pescadores ao longo do rio.



Rio Guaratuba.




Então, vamos mudar de Município? Passando a ponte já estou em São Sebastião-SP.



Estância Turística de São Sebastião-SP.



Até que não está longe o meu destino.



Que tapetaço para pedalar!





O mar ao fundo.



No cair da tarde a bike do Vini parece de neon!



Essa praticamente foi a nossa foto de despedida juntos. 
Faltando apenas 6 Km para chegar ao Camping.



A vegetação emoldura a bela praia ao fundo.


Que tarde, hein!




Praia de Boiçucanga - São Sebastião-SP.



Chegamos ao Camping Morada dos Colibris. Enquanto eu montava minha "casa" o Vini foi tomar um banho para retornar de ônibus para sua casa em São Vicente-SP.
Grande amigo, foi supimpa tê-lo como companheiro nesses 114 Km de pedal do Guarujá até aqui! Espero que possamos pedalar outras vezes juntos.





Depois do banho fomos para uma padaria tomar um lanche. Logo nos despedimos e eu voltei para o Camping para descansar.

Na manhã seguinte propuz a mim mesmo não pedalar. Fiquei no Camping para descansar um pouco dos últimos dias de pedal.

Aproveitei para levar a bike a uma bicicletaria, onde os amigos deram um verdadeiro banho de loja na bike!

Apenas R$ 5,00 para lavar e lubrificar a bike. Pessoal gente finíssima! Quando forem para os lados de Boiçucanga e precisarem de bicicletaria procurem na Estrada do Cascalho, subindo do lado esquerdo a bikeshop abaixo. Vale a pena.



Ah, mas como não poderia deixar de ser, começou a chover em Boiçucanga. Eu estava com a respiração difícil devido as chuvas que tomara desde Praia Grande até Guarujá, nos dias anteriores. Minha garganta estava raspando. Fiquei preocupado, pois se pegasse uma gripe forte com certeza teria que abortar a cicloviagem e isso não constava dos meus planos.
Vou tomar um Bi-Profenid, seja o que Deus quiser, pensei. Sempre levo esse tipo de medicamento comigo, pois serve para conter as crises de dores, decorrentes de hérnias cervicais, que me assolam de vez em quando.

Aproveitei para passar por um depósito de Materiais para Construção e comprar uma lona preta, para cobrir a barraca em razão da chuva.


Aproveitei um momento de pausa na chuva para dar uma pedalada por perto e tirar umas fotos.






Preparando um Jantar na varanda. É, na varanda, que chic, né?


Os fundos da "casa".



No finzinho da tarde o resfriado me deixara. Ah, num é que o Bi-Profenid fez efeito! Beleza, amanhã cedo, com chuva ou sem ela, tenho que pegar a estrada em direção a Ilhabela. Não são mais do que 42 Km, mas o relevo... o relevo é de matar qualquer biker desavisado! Assim que saí de Boiçucanga já começa a temível Serra de Maresias.

Mas, pera aí! Isso é para ser contato em outro episódio!

Então não perca. Logo mais um episódio de Litoral Paulista de fio a pavio, de Boiçucanga a Ilhabela.

Só para dar água na boca:





.

Referências:

Camping Morada dos Colibris: http://www.campingnolitoralnorte.com.br/


Grande abraço do...


5 comentários:

Antônio Carlos Heil disse...

Tá gostando da estrada, hein? Aproveita enquanto formos brindado com saúde e o mais importante: motivação e vontade de fazer aquilo que gostamos. Coisas que não lhe faltam.
Um abraço
Heil (http://odois.org/)

OBSERVATORIO DA INTERNET disse...

Seu blog para os amantes do pedal e o paraiso .. já pedalei um trecho entre ubatuba e parati aproveite que e show .. não deixe de passar pelas cachoeiras perto da estrada ...maravilhosas .. parabens quem sabe um dia pedalamos juntos abraços

wagner

Waldson Gutierres (Antigão) disse...

Obrigado, meus amigos, pelos comentários incentivadores. Estou gostando da estrada, Mr. Heil e sei que você também gosta. Tem coisa melhor?

Ah, mas não perdi de passar pelas cachoeiras não! Inclusive a cachoeira da escada, onde além da beleza natural, temos a Fernanda e seu pai que preparam uns lanches maravilhosos!

Grande abraço

Ricardo Scheicher disse...

Olá querido Antigão.
Me diga, esta estrada, no Guarujá, que chega até a balsa de Bertioga é segura? Pelo google maps parece um pouco movimentada e com acostamento ruim. O que me diz?

Waldson Gutierres (Antigão) disse...

Olha Ricardo, achei a estrada bastante tranquila, com pouco movimento, embora tenha pedalado ali numa quinta-feira normal. Talvez, na temporada ou feriados prolongados, possa haver um maior movimento de pessoas e veículos, mas eu não diria ser um estrada insegura não. O visual é muito bacana, principalmente quando se está mais próximo do canal. Vale a pena o pedal.
Abraços.