quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Litoral paulista de fio a pavio - cicloviajando

Olá, amigos e amigas!

Se podemos dizer que o sol de põe de maneira fantástica em Cananeia, cidade do litoral sul paulista ...


também podemos dizer que é lá que ele renasce com toda a exuberância. 


E é neste cenário mágico que se inicia mais um relato de cicloviagem. O início é nessa bela cidade e pára "temporariamente" em Ilha Grande, no Rio de Janeiro.

O projeto nasceu em maio quando eu pensava em um dia poder cruzar a Serra do Mar pela Reserva da Juréia, seguindo pela Trilha do Despraiado.
Para ver o projeto clique AQUI.
Quando postei o projeto no Blog logo o amigo Fábio Almeida me contatou, pois gostaria de pedalar pelas areias de Ilha Comprida tanto quanto eu. Lógico que eu não poderia prescindir de tão salutar e prazerosa companhia!

Bike prontinha no dia anterior!


Ói nóis no busão!



Marcamos de nos encontrar no sábado pela manhã, dia 21/07, pois o ônibus sairia ás 9 h para Cananeia. 
Eu teria que pedalar de casa, na Zona Leste de São Paulo, até o Terminal Rodoviário da Barra Funda. Estava tão empolgado para a viagem que saí de casa 5:31 h da manhã e ás 7:03 já estava lá tomando um café! Voei pelas Vilas Formosa, Água Rasa, Moóca, Centro e Barra Funda! Nada mal para uma bike super carregada! Na descida da Rua da Moóca perdi uma das lanternas traseiras da bike que, infelizmente foi estraçalhada pelos veículos que vinham atrás. Triste perda, pois além da lanterna haviam duas pilhas recarregáveis em seu interior.

Pouco antes do almoço o ônibus nos "despejou" num corredor estreito de Cananéia. Pareceu-nos que lá não há Terminal Rodoviário.


Rumamos para o Cananéia Hostel onde nos hospedaríamos, e fomos gentilmente recebidos pelo Sr. Paulo.


Um big Siri ...




Um "baita" camarão!





Cananéia é uma cidade muito calma e tranquila. Voltamos pedalando para o centro onde batemos uma deliciosa e suculenta feijoada.
A vista da nossa janela.





A cara triste do Fábio.



 A dupla.




A tristeza do véio.




Amigas batem papo sentadas no embarcadouro.



Que tarde, hein!



Gato caçador subindo na palmeira para pegar o pássaro.



Na manhã seguinte saímos em direção á Balsa que nos levaria para Ilha Comprida. O sol já mostrava a face amiga quando saímos pedalando em direção ao balneário.





Na balsa...



Automóveis que vão seguindo para a Estrada de Areia, pois não existem estradas reais para Ilha Comprida deste lado. São mais de 60 Km seguindo pela areia dura da praia.



Cananéia vai ficando para trás.




 A estradinha que liga o ancoradouro da balsa á praia de Ilha Comprida.




Agora é só pedalar na areia da praia, curtindo o sol, o barulho do mar, os pássaros e o imenso prazer de pedalar num lugar ímpar e maravilhoso!






Um viajante de Praia Grande, São Paulo, que vai de carro pela areia e resolveu nos fotografar. Gente fina, ofereceu as dependências de sua oficina caso precisássemos de abrigo para passar a noite. Nestas cicloviagens encontramos muita gente bacana e amiga que se oferece para nos ajudar.











E assim, depois de muitos km chegamos á saída para o asfalto. Esse local se chama Pedrinhas e é um bairro distante aproximadamente uns 18 km do Centro.
A experiência de pedalar pela areia da praia é algo indescritível que eu sugiro a todos os cicloviajantes.




Chegamos ao Camping onde somente eu ficaria hospedado. O Fábio pegaria o ônibus retornando para São Paulo, pois precisava trabalhar a segunda-feira.



Mansão montada é hora de tomar um banho e procurar um local para almoçar.





Festival de Blues ocorrendo na ilha, mas tive que declinar do convite, pois precisava levantar cedo e bem descansado para o pedal do dia seguinte, afinal a Reserva da Jureia me aguardava.


 O Sr. Sílvio, proprietário do Camping, simpaticíssimo,  dedilhou algumas bossas novas enquanto um de nós tomava banho. Um ótimo violonista!



E assim, chegou o momento do nosso amigo Fábio embarcar para São Paulo e o nosso dia chegou ao fim.


Bom, por hora fico por aqui. O relato e fotos dos demais dias virão em seguida, aguardem!

Só para dar água na boca...




Para acessar a segunda etapa da cicloviagem é só clicar 2a.ETAPA.

Referências:


Ônibus para Cananeia = Intersul Transportes: www.intersul-transporte.com.br

Hostel em Cananeia:

Camping em Ilha Comprida:
(Em Manutenção)

Abraços do...


Um comentário:

FabioTux® disse...

Aew, Mestre Antigão!
Feliz em te ver na ativa, 101% recuperado da "cacunda".

Tô ansioso pra ver os próximos capítulos dessa saga pelo Litoral Paulista!

Abração, Mr. W!