domingo, 16 de maio de 2010

Um passeio á Guararema - SP

Desde o dia em que havíamos programado pedalar até a Cidade de Guararema-SP, mas mudamos o percurso para Bertioga-SP, o passeio progamado não me saía da cabeça.
Do primeiro passeio sobrara o Luciano e eu, pois o nosso amigo Luis voltou para Portugal. Assim lancei o convite, antevendo que o Luciano com certeza o aceitaria. Que tal pedalarmos até Guararema como havíamos previsto da primeira vez? Acertei em cheio! O Luciano nem deixou o e-mail bater em sua caixa postal e respondeu: ACEITO!!!

Bom, então marcamos para 15/05/2010, ás 7 horas da manhã, saindo da Estação Carrão do Metrô.

Na hora aprazada lá estava eu e a bike nova (recém-montada) aguardando o Luciano que se atrasou um pouquinho.
Enquanto esperava, sentado na calçada como um guri, refletia nas palavras da minha esposa que dissera: Por que você não vai com a outra bike, já que você nem testou essa. Eu respondera que esse passeio seria o teste.

Saindo de casa, ás 06h10min. Tava frio!!!


O objeto de minha reflexão: bike recém montada.


Como um guri, sentado de boa na calçada
aguardando o amigo Luciano.



Luciano chegando ao local do encontro. Todo sorridente.



Saímos pedalando lado a lado, num papo descontraído, felizes por nos encontrarmos novamente para um pedal que prometia ser dos melhores. A manhã estava bem fria, estávamos bem agasalhados. A previsão falara até em aparecimento de sol, mas... quem acredita? Logo chegamos ao Parque Ecológico do Tietê, onde pudemos constatar a contrução a todo vapor da nova ciclovia. Até nos aventuramos a pedalar nela, nos trechos em que já está pronta.

Olha só os trechos já prontos. Está bom para pedalar.




Trecho já pintado, faltando apenas a sinalização.



Logo chegamos ao primeiro posto da Polícia Rodoviária, na
Rod. Airton Senna

onde paramos para uma foto tradicional.





Continuamos pedalando na Airton Senna, falando alto para que pudéssemos ouvir um ao outro. Logo paramos no Posto do Km 30 para um lauto café da manhã. Fomos abordados por um biker, cujo nome me fugiu agora. Foram vários minutos de bate papo sobre viagens de bike, etc. É muito legal viajar de bike. Sempre encontramos pessoas que também são afeitas ao esporte, as quais fazem questão de nos cumprimentar, trocar idéias, etc.
Valeu amigo! Foi um grande prazer conhecê-lo!

Posto do Km 30.
A Ninja Kawasaki ficou verde de felicidade
por estar ao lado de duas belas bikes!




Hei, Luciano! Tem certeza que é por aí o "Sem Pagar" para bikes?



Guararema começa a aparecer no
lado esquerdo das placas indicativas.




A paisagem começa a mudar. Aquele cheiro de cidade grande dá lugar ao aroma dos campos que começa a surgir em nossa volta.




Opa! Já estamos chegando no acesso de Mogi das Cruzes! Bom, dessa vez não iremos mudar o nosso percurso. Seguiremos adiante.


Os trilhos parecem sumir no horizonte.



Oba! Uma parada para tomar uma água e comer uma barrinha!
Tirar os agasalhos? Nem pensar! Ainda tá frio!!!




A gente sempre fica lisonjeado em ser tão bem recebido.



O acostamento da Rod. Airton Senna é um tapete, além de largo e limpo.



Agora chegamos praticamente na Rod. Carvalho Pinto. É... parece que os meteorologistas estavam com a razão. O sol apareceu! Logo após o pedágio de Guararema, paramos no sanitário público para... bom, deixa prá lá.


Tá na hora de tirar os agasalhos!!!



Xiiiii, dessa vez a vaca foi pro brejo!!!



Bom, que a rodovia é uma delícia já sabemos, mas vamos pegar um pouco de terra para variar. Que tal a Estrada para Lambari?

Taí, com tudo que tem direito!



Olha o asfalto lá longe...!



As paisagens agora são de chácaras, com vacas, cavalos,
porcos, galinhas, tudo aquilo que a gente não ve e não ouve na cidade grande.



Essa simpática e calma estradinha de terra vai nos levar até a Rodovia Henrique Eroles - SP 066 - que dá acesso á não menos tranquila cidade de Guararema.


Opa!!! Estradinha simpática tudo bem, mas calma...?!

Bom, ocorre que havíamos pedalado uns 2 Km na estradinha quando vimos uma fera na estrada! Uma fera!!!??? Sim um legítimo Rottweiler com aquela bocarra ávida por perna de ciclista!
E agora??? Descemos das bikes uns 50 metros antes e ficamos disputando no palitinho quem seria mordido primeiro, ahahahaha! Enquanto eu gritava: Ô de casa, por favor chame os cachorros!!! (Cachorros?! Isso, a fera estava acompanhada de alguns vira-latas, seus asseclas). Uns minutos após o meu clamor, que mais pareceram uma eternidade, ouve-se um assobio e o cão feroz, acompanhado de seus asseclas, se retira da estrada. Passamos rápido, sem olhar para trás e continuamos nosso ciclotur.

Refeitos do incidente, logo em seguida encontramos uma "vendinha" onde paramos para tomar uma refrescante Tubaína e comprar duas garrafinhas de água potável. Haviam algumas pessoas tomando cerveja e entramos num bom papo, pois todos ficaram admirados ao saber que estavamos vindo de São Paulo. Aquela altura já havíamos pedalado uns 70 Km. Despedimo-nos do pessoal e continuamos a viagem.

Gosto de ser fotografado na porteira.



Não sei porque o Luciano não quis subir na porteira...



Continuamos na estradinha. A bike do Luciano se ressentiu um pouco da areia na corrente, mas bastou uma limpeza com um pano e tudo voltou ao normal.

Chegamos em Guararema!!!
O portal de entrada da cidade, um pouco diferente do comum.


Fomos direto para a velha estação do trem, onde tiramos algumas fotos.

No pontilhão, sobre o magnífico Rio Paraíba do Sul, que banha a cidade.






Luciano seguindo á risca o conselho do Papai:
Ande sempre na linha, meu filho!


Bike nova chegou muito bem!


Na antiga estação do trem...





Atravessando os jardins floridos da cidade, saímos em busca do famoso "macarrão na chapa", tão propagado por um amigo nosso.



Infelizmente a casa onde era servido o macarrão na chapa, atualmente é uma casa de pastéis. Assim, fomos tomar uma lanche no quiosque, ao lado do Rio.



O Recanto do Américo estava fechado por segurança, me informou uma funcionária. O Rio estava muito cheio com águas muito próximas as ilhotas locais. Que pena!!!




A paisagem está muito boa ao lado do quisque, mas é hora de ir embora.




A estrada que dá acesso á rodovia esta em meia pista
em vários trechos: Há sérios riscos de quedas de barreira!



Esta na rodovia...


A tarde vai caindo lentamente, enquanto algumas boas subidas nos esperam até Mogi das Cruzes, onde pretendemos pegar o trem para São Paulo.




Entramos por Sabaúna e viemos pedalando ao lado da estrada de ferro, num falso plano até chegar em Mogi. A noite já tinha caído quando chegamos em Mogi.
Já estávamos a poucos metros da estação quando um Gol tentou forçar a passagem sobre mim e como eu não deixei o sujeito meteu a mão na buzina, todo enraivecido. De cima da bike exclamei em alto e bom tom: Buzinando para bike???!!! Parece bôbo!!! O sujeito envergonhado acelerou e sumiu. O Luciano caiu na gargalhada.

Sábado, noite de virada cultural em São Paulo,
logo o trem estava cheio. Mas as bikes foram tranquilas no seu lugarzinho.



No Tatuapé nos despedimos, pois o Luciano seguiria mais uma estação á frente.

Olha só como estava a estação do Metrô onde desembarquei...



É gente, daqui até a minha casa ainda são aproximadamente mais 9 Km de pedal. Vou pegar um pedacinho da ciclovia e depois pedal urbano, disputando lugar com carros, ônibus, como já estamos acostumados em Sampa.

Tchau! Até a próxima!



Agradeço a Deus por ter nos proporcionado um ciclotur tão agradável.
Agradeço ao grande amigo Luciano por ter aceitado o convite. Um grande parceiro!
A bike nova foi aprovada, passou facilmente nos testes. Uma leveza, desliza como um quiabo no asfalto e na terra.
Logo vou escrever uma matéria sobre ela, sua montagem, seu setup. Aguardem.

  • Km pedalados: 123
  • Tempo: 07:59:07 Horas.
  • Média: 14,7 Km/h
  • Velocidade máxima: 58,4 Km/h.
  • Baixas: Nenhuma


6 comentários:

Mário disse...

Mais um passeio show de bola, parabéns!
Só faltaram umas fotos detalhadas da bike nova! hehehe

Abraço,
Mário

naculo disse...

Não imaginava que Guararema fosse tão agradável! E que tal a nova bicicleta?

Pedaladas&Afins disse...

Que bela estréia da magrela nova heim!!!
Tapete no asfalto e uma ótima estrada de terra. Essa estrada bateu certinho com a narração que o senhor falou dela quando da nossa conversa.
Parabéns aos dois amigos cicloturistas.
E essas histórias que acontecem nas viagens são engraçadas demais. O povo que não faz esses passeios não tem noção das risadas que surgem do nada no meio do caminho.
Abraços
Marcelo

Pizza Bis disse...

Isso é saber curtir a vida


Que maravilha de pedalada, dois amigos caindo na
estrada de magrela nova, só curtindo o visual.
Imprevisto com um pequeno vira-lata....Rss,
eu sei bem como é.

Abraços aos amigos


Roberto
Balneário Camboriú

Bikelando disse...

Oi Waldson,
Quando li seu relato sobre Bertioga eu tinha certeza que não ia demorar muito pra sair um artigo sobre a cicloviagem até Guararema. Parabéns pelo passeio, pelas fotos belíssimas e pelo excelente texto redigido. Adoro seu característico bom humor.
No dia em que eu conhecer o Luciano pessoalmente vou perguntar a ele por que não quis subir na porteira! rsrs
Aguardo pelos detalhes da nova magrela!

AloneGhost disse...

heeeeeeeeeeeeee