quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

A saúde (ou a ausência dela!) do Antigão.


Olás, boa tarde amigos e amigas! Aliás, tarde quente e ensolarada! 
Bom, como muitos sabem desde novembro de 2013 venho lutando com uma nova crise lombar.


Embora eu não tenha me manifestado, durante 2012 e 2013 tive várias crises e fiz várias visitas aos PSs para tomar injeções.

Logo que cheguei da cicloviagem que fizemos para Florianópolis, SC, como fazia costumeiramente durante os anos citados, fui a AMA de Vila Antonieta para tomar injeções, pois estava com muitas dores lombares. A médica, uma jovem  muito atenciosa e simpática, me deu uma bronca danada. Me medicou muito bem, tanto que saí de lá quase sem dores, contudo queria saber que tipo de acompanhamento eu fazia em relação às cirurgias lombares já executadas. Quando eu disse que não fazia acompanhamento algum, que me limitava a visitar a AMA ou PS quando as crises apareciam, ela disse que eu teria que fazer um acompanhamento pós cirúrgico via Posto de Saúde.
Saí de lá e como as dores praticamente desapareceram não fui ao Posto de Saúde solicitar uma consulta médica como ela sugerira. Ah, se eu soubesse!...
Não demorou muito e as dores retornaram com força total. Lembro-me que o último dia de pedal foi 04/12/13, uma quarta-feira. Na quinta já acordei ferrado e de lá para cá as coisas pioraram bastante.

Marquei consulta com médico particular, ortopedia, que pediu uma ressonância magnética. Retornei com o resultado do exame e ele disse que as coisas não estão nada bem. Há muitas sequelas das cirurgias, principalmente uma fibrose que pressiona os nervos, causando as dores. Passou medicamento para dor e sessões de fisioterapia.
Mas, como as coisas não andam nada bem, nos dias 30/31 de dezembro estive no PS novamente com crise renal. Passei o ano novo gemendo, tomando soro com Buscopan e ouvindo os sons dos rojões comemorativos.
Se não bastasse tive que mudar a medicação da Pressão Arterial e esta virou uma bagunça. Passei a vida inteira com pressão alta e agora estou com picos de pressão baixa. Hoje perto da hora do almoço minha PA estava em 9/5. Isso causa sudorese, tontura, moleza nas pernas, uma chatice!

Ainda bem que a gente confia no Médico dos médicos e Ele não nos abandona! Ufa, não é fácil! A médica cardiologista fala para fazer exercícios, para se manter ativo e o médico ortopedista diz para não praticar exercícios físicos, por enquanto, hehehe!

Mas, está tudo bem. Acredito que até abril, com a graça e a misericórdia de Deus, eu já esteja pronto para retomar as atividades físicas e porque não, o pedalar também! Não cai uma folha da árvore se Deus não quiser! Já superei tanta coisa nesta vida guiado pelas mãos de Deus, que acredito piamente que Ele me irá tirar dessa também. A minha parte estou fazendo.

Tenho recebido muitos e-mails de amigos bikers ou não com palavras de carinho e incentivo. Agradeço a todos(as) de todo o meu coração.

É assim.

Um fraterno cicloabraço do...




4 comentários:

Gilmar Doistempos disse...

Pelo relatado, melhor que se tome uma dose extra de cautela. Essas dores e crises na virada pra 2014 devem ser evitadas.

De cá torco pra sua melhora. Enquanto isso nao acontecer (com prazo indeterminado) a melhor atitude é a cautela com suaves caminhadas.

[]s Gilmar ;)

Waldson Gutierres disse...

Verdade Gilmar, porém nós idosos em sua maioria somos impacientes. Creio que é porque vivemos períodos de intensa atividade em nossas vidas e agora somos obrigados a nos abstermos de muita coisa. Isso nos torna impacientes e irritadiços. Mas seguimos na fé, aguardando momentos melhores.
Grande abraço!

Jaime Nascimento disse...

É sempre bom fazer uma parada estratégica! Como diz a moça do GPS, "recalculando a rota"!
Logo, logo você estará rodando por aí novamente. Lembre-se; "Não sou louco, sou apaixonado!".
Um abração amigo!

Waldson Gutierres disse...

É isso mesmo, jaime, precisamos periodicamente recalcular a rota.
Graças a Deus estou melhorando aos poucos. Mas, confesso, que estou seco para dar uma pedalada... estou!
Mas, como disse o Sábio Profeta, tudo tem seu tempo certo.
Como diriam os adeptos da "janela da compensação psicológica": Ah, o sol tá muito quente mesmo! Ahahahah!
Grande abraço!