sábado, 9 de abril de 2016

Reedição - Montando uma bike de cicloturismo com pouco dinheiro

Reeditamos este artigo com valores atualizados em abril/2016.
O objetivo deste artigo é mostrar que podemos montar uma bicicleta razoável para cicloturismo sem ter que importar uma bicicleta de marca renomada, e desembolsar uma pequena fortuna.
Outrossim, ao montar uma bicicleta para cicloturismo, as peças podem ser compradas aos poucos, de acordo com a disponibilidade financeira do cicloturista.

_______________________________________________________________

Há tempos observo a dificuldade que nós brasileiros, em sua maioria, temos para comprar uma bicicleta destinada ao cicloturismo.
Primeiro que não temos uma marca nacional específica para esse fim. Até alguns anos atrás a Caloi tinha o modelo City Tour, mas saiu de linha. Segundo que a importação, como dissemos acima, fica uma pequena fortuna.


Caloi City Tour, atualmente fora de linha.





Existem alguns modelos de bicicletas prontas, importadas, vendidas no mercado nacional, que podem ser adaptadas, mas normalmente os quadros não oferecem suporte para bagageiro, para-lamas e dois suportes para caramanholas.

Um quadro nacional que eu usei por muito tempo em minhas cicloviagens, que suporta todos os itens acima é o Gios Rally USA. Um quadro que se presta muito bem para cicloviagens, que pode ser visto em www.giosbr.com.br O tamanho do quadro pesquisado foi o 18, mas convém ao cicloturista verificar o tamanho exato do quadro para a sua necessidade. Isso é importante para que não adquira um quadro com tamanho incompatível com a sua altura e venha a sofrer dores lombares, cervicais ou em outras partes do corpo. Você pode ver o tamanho do quadro que mais se adapta ás suas medidas, clicando AQUI.


(Foto extraída do site da Gios BR)

Para o meu objetivo usarei esse quadro como referência, embora não tenha nenhuma ligação com o fabricante ou representante do mesmo. Apenas porque a experiência com esse quadro foi excelente, durante 5 anos de uso.

Há outras marcas de quadro disponíveis no mercado. O importante é verificar se os mesmos possuem os olhais para prender para-lamas e bagageiro. Caso contrário, será necessário prender esses acessórios com abraçadeiras-borracha, as quais podem ser encontradas em lojas destinadas a produtos hidráulicos.


No link a seguir há um quadro aparentemente muito bom também, com preço bem acessível: http://www.ciadopedal.com.br/quadros/4488-quadro-26-aluminio-gtw-heiland.html



Abraçadeiras Borracha.


Assim, fiz uma pesquisa de preços em várias lojas virtuais. 

Valores pesquisados em abril de 2016. 

Quadro Gios Rally USA tamanho 18, R$ 366,00

Grupo Shimano Mtb 27v Acera M390 Freio Disco Mecanico




  1. Maçaneta BL-M421
  2. Pinças BR-TX805
  3. Corrente CN-HG53 114 elos
  4. Cassete CS-HG20 - 11/34D Marron
  5. Pedivela Shimano acera FC-M391 - 175MM - 22/32/44D
  6. Movimento Central BB-ES25 - 126MM
  7. Cambio Dianteiro Shimano Acera M390 Duall Pull
  8. Cambio Traseiro Shimano Acera M390
  9. Alavanca Shimano Acera M390 9v
  10. Par de Cubos RM35 36furos
R$ 969,00 No Mercado Livre (sem frete).
Obs.: Essa relação de engrenagens, contendo uma coroa com 22 dentes e uma engrenagem do cassete contento 34 dentes, torna a bicicleta bem leve nas subidas de serras, principalmente quando a bicicleta estiver carregada.
  1. Garfo Rígido Alumínio FIB (disco e V-Brake) R$ 99,00 Ou...Suspensão RST Gila com trava, 100 mm, R$ 412,40
  2. Aros Vzan Aero 36 Furos R$ 50,00 (O par)
  3. Raios Inox (72 peças) R$ 30,00
  4. Pneus Kenda Kwest, 26 X 1,5. R$ 117,80 (O par).
  5. Câmara de ar 26" Kenda R$ 30,00 (O par).
  6. Mesa (avanço) Promax  R$ 50,00
  7. Guidão Kalloy 24,5 mm com rise de 1 polegada R$ 41,90
  8. Canote GTS 27,2 mm c/carrinho R$ 36,00
  9. Selim Velo Plush Confort R$ 91,00
  10. Pedais GTS plataforma R$ 54,00 (O par).
O valor total pesquisado é: Com garfo rígido R$ 1.934,70 e com Suspensão R$ 2.248,10.

Não é de maneira nenhuma um valor alto para uma bicicleta de cicloturismo. Lógico que ainda faltarão o bagageiro, os suportes para caramanhola, manoplas de guidão, espelho retrovisor, farol e lanternas, bomba de encher pneu, algumas ferramentas,  isso para a bicicleta, e capacete e luvas para o cicloturista.

No futuro, o cicloturista poderá adquirir um par de alforjes, para o transporte da tralha e, se quiser acampar, barraca, colchonete e saco de dormir.
Quanto aos alforjes,  recomendo os da Pedarilhos, cujo site você pode acessar no topo direito deste Blog. Eu uso o Alto Estilo 60 litros. São excelentes, com muito espaço para se fazer longas viagens sossegado. Aproveite e compre também as capas impermeáveis dos alforjes, pra protegê-los das chuvas.
No que tange à barraca, pode-se comprar uma Aztek, também encontrada no site da Pedarilhos, ou uma Falcon 2, da Náutika. Eu, particularmente, uso uma Falcon 2, mas devo admitir que a resistência às chuvas é bem menor do que as Aztek. No meu caso, faço uma impermeabilização periódica na minha Falcon 2.
Veja em Impermeabilização de barraca.


Barraca Nepal Aztek 2 pessoas.




Barraca Falcon 2 da Nautika.





Alforjes Alto Estilo 60L

Colchonete/Isolante térmico auto inflável


Eu, particularmente, uso um isolante térmico aluminizado sob o colchonete auto-inflável. O Meu colchonete auto-inflável é da Guepardo, mas eu não o recomendo, pois vazou com pouco tempo de uso e eu tive que colar com cola Amazonas.



Isolante térmico aluminizado.




O saco de dormir, para as temperaturas brasileiras, recomendo o Nautika Micron, pois tem um bom custo X benefício e é muito leve. Apenas 600 gr.




Nota: Na Loja do Onde Pedalar.com há um bagageiro com preço acessível e muito bom. Sei porque já tive um desse modelo. Serve para quadros 26" e 29". Segundo o pessoal do site, que por sinal também são cicloturistas, o bagageiro foi testado com 40 Kg e passou no teste. 
R$ 159,00


______________________________________________________________

Essa pesquisa é apenas para dar uma ideia de bicicleta ao futuro cicloturista. Com certeza eu teria confiança suficiente para cicloviajar com a bicicleta fundamentada no setup acima por longos dias e distâncias.

Por outro lado, você pode pesquisar sites com classificados e comprar peças usadas e de boa qualidade por preços bem acessíveis. Em 2008, quando montei a minha primeira bike de cicloturismo e passava por um momento de crise financeira, não hesitei em comprar um par de câmbios Shimano usados para por em minha bicicleta. Com eles fiz longas e prazerosas cicloviagens.

Um ótimo e recomendável site de classificados é o setor de classificados do www.pedal.com.br. Lá é possível encontrar peças de boa qualidade com preços bem acessíveis.

O importante é ter uma bike confiável para pegar a estrada. Mas, o prazer de cicloviajar está no conjunto de fatores e não necessariamente na marca da bicicleta que se está usando no momento.


Cicloturismo com quadro Rally USA.
São Paulo-Cananéia a Ilha Grande-RJ.
714 Km pedalados.


O mesmo quadro Rally em 2008.


No proximo artigo falaremos dos cuidados a serem tomados com Saco de dormir, Barraca e Colchonete/Isolante térmico.


Um grande cicloabraço do...





7 comentários:

Cesar Rocha disse...

Inspiradíssimo, como sempre, esse grande Cicloturista... Taí um artigo que se pode usar como referência aos novatos e indecisos.

Nada tema, com o Antigão não há problema! Nota 10, querido amigo...

Waldson Gutierres disse...

Grande amigo e cicloturista Cesar Rocha,

Partindo de um cicloturista experiente como você esse elogio ao artigo toma um vulto muito maior. Obrigado!
A ideia é essa mesmo, ajudar os novatos que querem montar uma bike urbana e cicloturismo e não podem dispor de muito dinheiro. Ainda mais nesse momento que o Brasil passa por dificuldades políticas e recessivas.

Obrigado por prestigiar o nosso Blog!

Grande cicloabraço do Antigão!

Tony Carlos NBR disse...

Bem isso, Waldson! Acho absurdo o que alguns postam nos blogs, fóruns, etc, apenas ostentação! NUNCA vi necessidade alguma em linhas de câmbios caras, como XT, X0, etc, peças e acessórios de grife... Eu mesmo acho mais que suficiente o mesmo que você postou, apenas mudaria para 24V, menos problema e peças mais fáceis de encontrar em quaisquer lugar.
Em tempo, estou vendendo (por sérios problemas financeiros), minha DB de cromoly. Ela está com um setup similar ao postado acima.

Abraços
Tony Carlos
www.nomadbikerider.blogspot.com.br

CARLOS EDUARDO PALOPOLI disse...

Excelente matéria, resumiu tudo em poucas palavras, muito objetivo.
Aproveito para sugerir uma olhada nos quadros da GTK, tem todas furações, é de alumínio liga 6061, permite instalação de freio a disco ou Vbrake, uso um destes a quase 10 anos e esta perfeito ainda, custa em torno de R$ 349,00 no Mercado Livre.

joaozinho menininho disse...

Li com calma e gostei muito do artigo...
Bem direto e incisivo o texto... parabéns amigo.. cicloabraços
joaozinho menininho - Santo André-SP

Gilmar Doistempos disse...

Legal Waldson, gostei do seu "Caminho Suave"
para se aventurar no cicloturismo.

Salvei a pagina pra futuras referencias ;)

O Cesar estava inspirado:

"Nada tema, com o Antigão não há problema!"

[]s

João Diniz disse...

Muito bom o seu artigo! Estou com dúvida na questao dos raios, raios de 2.0mm dão conta? Ou é melhor de 2,5mm?