quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Momentos do cicloturismo I

Naquela bela manhã ensolarada, eu estava chegando em Guararema, cidade acolhedora do interior de São Paulo.




Sai cedinho de casa e pedalara uns 75 Km para chegar à cidade.

Parei á beira do belo Rio Paraíba do Sul para tirar algumas fotos. Clique daqui, clique dali, ao fundo, perto da margem do rio, notei uma senhora de aproximadamente 60 anos, que caminhava observando as flores.
Continuei fotografando tomando o cuidado para não enquadrá-la em minhas fotos.






Logo ela veio em minha direção e puxou conversa:

Bom dia, Senhor! Tem casa por aqui? Perguntou ela.
Não, respondi. Sou de São Paulo.
Então o senhor tem parentes nas proximidades, onde guarda a sua bicicleta, comentou esperando uma resposta positiva.
Não, minha senhora, eu vim pedalando.
Pedalando... de onde?
De São Paulo, moro próximo ao Shopping Aricanduva, respondi.
Nossa, parabéns, o senhor está vendendo saúde! Quantos anos tem? Perguntou.
Tenho 62, graças a Deus, respondi.
Ela então olhou para a calçada que ladeava a beira do rio, onde um senhor se aproximava. Antes mesmo que ele chegasse bem perto, que se apresentasse, ela apressou-se em dizer:
Olha, bem, esse senhor veio pedalando de São Paulo, está em plena forma física, né?
Aquele homem me olhou vagarosamente dos pés a cabeça, enquanto resmungava, hum... pedalando hein... de São Paulo até aqui pedalando... e emendou rapidamente dizendo: Vamos embora, bem, por hoje chega! Saiu andando sem ao menos me falar bom dia!
Naquele momento eu podia até ouvir, na cabeça daquele senhor, a palavra "Mentiroso!" Véio mentiroso, tentando enganar a minha mulher! Onde já se viu, pedalando de São Paulo até aqui!!!

Fiquei lá, rindo daquela situação, afinal nem todos acreditam nos cicloturistas. Mas se esquecem que, de louco, todos nós temos um pouco!






Um comentário:

Antônio Carlos Heil disse...

Cicloturista e velhinho é coisa prá quem não bate bem da cabeça, hahahaha!!! Vc. devia ter tirado dos aforjes umas poções mágicas e uns chás para vender para o casal, como se fazia antigamente.
Aí sim, eles iam te chamar de mentiroso e louco.
Abc Antigão.

Heil