sábado, 19 de abril de 2014

Meu checklist para cicloviagens longas.

(Foto: Fábio Almeida preparando o nosso almoço, á beira da estrada, na Serra da Bocaina)

Olás,

Hoje vamos falar sobre o que levar nas cicloviagens.

Não existe uma regra fixa sobre o que levar na cicloviagem. Isso depende de cada cicloturista, de como fará suas pousadas e refeições, da distância e se os locais por onde irá pedalar oferece alguma infra-estrutura de apoio. Assim, tomarei por base a minha pessoa.
Como as minhas cicloviagens pretendem ser mais ou menos autônomas, levo comigo uma carga maior de tralhas na bike.
O ideal é que eu possa parar em qualquer lugar na estrada e preparar um almoço ou um café sem depender de nada ou de ninguém.
Assim, tenho uma relação grande do material que preciso levar.

Fiz um checklist que uso sempre que vou preparar um cicloviagem mais longa, de maneiras que posso ticar item por item e ter a certeza que nada foi esquecido.

Vou compartilhá-lo com vocês, não obstante cada um de  nós termos as nossas particularidades. Quem cicloviaja pernoitando em pousadas e fazendo suas refeições em bares e restaurantes pode diminuir consideravelmente os itens relacionados nessa lista.


Eu mesmo, dependendo da temperatura, do clima, da estação do ano, abro mão de alguma coisa ou modifico algum item.
Por exemplo: Tenho dois tipos de sacos de dormir. Um para Primavera/Verão e outro para Outono/Inverno. Se estamos no verão e vou pedalar em algum lugar do Brasil levo o saco de dormir para 5 a 8º C. Se estamos no inverno levo um para  0 a 5º.C e ainda umas roupas mais quentes para vestir na hora de dormir.
O planejamento da cicloviagem é muito importante, principalmente para quem faz cicloviagens autônomas. Não é como estar em um hotel onde se pode escolher a comida no cardápio ou a roupa de cama de acordo com a temperatura do dia ou da noite. Tudo tem que estar previamente planejado para não ser pego(a) de surpresa num local ermo, onde não há recursos disponíveis.

Mas, vamos aos itens do "checklist":

Alimentação e utensílios para cozinhar: 


  • Kit de panelas (duas marmitas redondas de tamanhos diferentes).
  • Prato plástico maleável.
  • Frigideira sem cabo.
  • Cabo universal p/panela e frigideira.
  • Cafeteira de aço inox.
  • Talheres – faca de mesa, garfo e colher.
  • Abridor de latas.
  • Faca de cozinha e um canivete bem amolado.
  • Espiriteira a álcool e/ou fogareiro á gás – Tekgas.
  • Cartucho de gás Tekgas (se levar fogareiro)
  • Álcool – Do tipo Etanol para espiriteira (se levar espiriteira).
  • Fósforos ou isqueiro (conservados sempre dentro de saquinhos estanque).
  • Copo plástico com tampa.
  • Guardanapos de papel.
  • Pano de prato.
  • Pedaço de sabão em pedra.
  • Esponja lava louça.
  • Macarrão in natura.
  • Alho frito.
  • Azeite.
  • Sal.
  • Adoçante.
  • Pó de café.
  • Leite em pó.
  • Coadorzinho plástico para leite.
  • Cebola.
  • Tomate.
  • Lata de sardinha.
  • Lata de atum ralado.
  • Miojo Lámen sabor galinha.
  • Pão sovado e/ou pão francês e torradas.
  • Chocolate em pó.
  • Manteiga.
  • Salame tipo italiano.
  • Arroz Parabolizado.
  • Ovos.
  • Frasco pequeno com azeitonas fatiadas.
  • Cheiro verde/Orégano desidratados.
  • Algum outro alimento liofilizado.
  • Sopão (se estiver no inverno).
  • Saquinhos plásticos 18 X 30 cm. 
  • Pastilhas SUUM - Eletrólitos e vitaminas solúveis em água potável. 

Acampamento:



  • Barraca Falcon 2 (duas pessoas).
  • Saco de dormir.
  • Isolante térmico EVA aluminizado.
  • Isolante inflável (tipo colchonete).
  • Mini travesseiro inflável.
  • Pedaço de plástico para varanda e proteção em dias de chuva. (Pode ser substituído por nylon siliconado, muito mais leve e fácil de transportar)
  • Extensão elétrica 5 mts.
  • Carregador de celulares.
  • Lanterna de cabeça.
  • Lanterna de mão (da própria bike que serve também como farol noturno).

Vestuário:


  • Camisetas regatas e normais (Dry-Fit ou algodão).
  • Bermudas de ciclismo e normais.
  • Capacete de ciclismo.
  • Luvas de ciclismo. (No auge do inverno um par de luvas de lã, touca e meias de lã).
  • Cuecas.
  • Meias soquete.
  • Uma ou duas camisetas em algodão com mangas longas.
  • Um agasalho – calça e blusa para o caso do frio.
  • Sandália do tipo havaiana.
  • Um par de papetes para pedalar em dias chuvosos ou muito calor.
  • Um par de tênis.
  • Boné impermeabilizado.
  • Duas toalhas de alta absorção.
  • Um pano para enxugar o suor.
  • Protetor solar.
  • Repelente gel.
  • Sabonete.
  • Jaqueta corta vento.
  • Jaqueta corta chuva.
  • Uma calça de tactel, com elástico nas canelas, bem fininha para pedalar nas manhãs mais frias.
  • Duas calças de Tactel, com bolsos, para passeio. 

Medicamentos, higiene e diversos: 


  • Relaxante muscular.
  • Remédio para controle de pressão arterial.
  • Neosaldina.
  • Álcool gel.
  • Curativos transparentes.
  • Algodão.
  • Desinfetante de água para consumo humano.
  • Esparadrapo.
  • Gaze.
  • Escova e creme dental.
  • Fio dental.
  • Sabonete.
  • Desodorante.
  • Escova para cabelo.
  • Agulha grande e linha de pesponto.
  • Trim para cortar as unhas e outras funções.
  • Papel higiênico. 
  • Sacolinhas para lixo.

Bike e transporte: 


  • Par de Alforges Alto Estilo 60 L c/capa de chuva.
  • Bolsa de guidão, térmica 3,5 L.
  • Bagageiro traseiro Wencun 25 Kg.
  • Bagageiro dianteiro Tranz-X CD 220.
  • Cordas elásticas de 1 m com ganchos de ferro nas pontas para prender barraca, colchonete, sacos de dormir, etc, nos bagageiros..
  • Tiras de câmaras de ar velha.
  • Duas ou três caramanholas de 750 ml para água potável.
  • Espelho retrovisor Zefal Spy.
  • GPS e/ou ciclocomputador.
  • Farol e lanternas.
  • Jogo de pilhas sobressalentes para farol e lanternas.

Ferramentas:



  • Power Link Sram para corrente HG 53.
  • Presilhas plásticas (Enforca gato).
  • Duas câmaras de ar reserva.
  • Kit para remendar câmara de ar.
  • Jogo de três espátulas de nylon.
  • Bomba para encher pneu, c/manômetro.
  • Alicate de bico pequeno.
  • Jogo de chaves Scott Allen/fenda/torque X.
  • Óleo para corrente.
  • Escova para limpeza de corrente.
  • Paninho para limpeza de corrente.
  • Algumas chaves fixas até 14 mm.
  • Fita isolante 3M.
  • Mini tesoura.
  • Estilete pequeno.
  • Alguns parafusos Allen de 4 mm (usados em bagageiro, suporte de caramanhola e para-lamas).





Todo esse material é escolhido e comprado de acordo com a qualidade e o menor peso possível.

O mini fogareiro cabe na palma da mão e pesa apenas 168g.
O saco de dormir é compacto - pequena dimensão - e pesa apenas 620g.

Meu atual isolante inflável pesa 1,200 Kg. Considerado pesado e volumoso. Estou comprando outro que pesa apenas 860g e fica mais compacto para o transporte na bike.

Os alimentos, roupas, etc., produtos que não podem pegar umidade, eu os transporto dentro de sacos estanques que, detalhe, eu mesmo confecciono.
Nas lojas de armarinhos encontramos plásticos (Vinil) vendidos por metro linear, normalmente com a largura de 1,40m. Esses plásticos podem ser colados com cola para PVC flexível Amazonas, facilmente encontrada até pela Internet. Sai muito mais barato do que comprar os sacos estanques de marcas famosas, cujo preço é o olho da cara.




Certa feita, estávamos acampados na Serra da Bocaina, o Fábio Almeida e eu. Fizemos nossa comida, almoço e jantar e no dia seguinte nos preparamos para retornar à Cidade de Bananal. Carregamos as bikes e as encostamos na sede do Camping Chez Bruna para acertarmos as contas. Uma senhora que nos observava se aproximou e nos perguntou como era possível que tudo aquilo que ela vira estava ali acondicionado em duas bicicletas. Brincou dizendo que estava de carro e que mesmo assim era difícil de por tudo no porta-malas.

É assim que nós cicloturistas vivemos e transportamos as nossas coisas: tudo bem arranjado e compactado de modo a economizar peso e espaço.

E podem estar certos(as) de uma coisa: Vale a pena investir no material para cicloviagens, pois o prazer de cicloviajar de maneira autônoma é incomparável.

Um grande cicloabraço do...



Se gostou deste artigo, tem alguma crítica ou pergunta a fazer, por favor, deixe o seu comentário. Teremos imenso prazer em ler e responder.

12 comentários:

CsRocha disse...

Faltou um item indispensável na lista: uma kombi pra carregar tudo isso, rsssss.
Estou voltando à estrada no próximo mês, mas vou bem mais leve, pois durmo em hotel ou pousada. Nossos estilos são bem distintos.
Grande abraço e boas pedaladas, amigo.

Waldson Gutierres disse...

Ahahah, boa CSRocha!
Mas você ainda não viu nada! Vi a tralha que dois cicloturistas carregariam para fazer a Transamazônica e quase caí de susto! No meu caso, alguns desses itens não entrarão no alforge, dependendo do clima e local para onde irei. Há lugares onde não há opção de pousadas e quando há são caríssimas. Portanto prefiro acampar. Diga-se de passagem adoro a pratica do campismo tanto quando o cicloturismo.
Grande cicloabraço e ótimas cicloviagens!

MARCILIO FERNANDES disse...

BELEZA PURA,MUITO ÚTIL E COLABORADOR COMO SEMPRE,WALEW.CICLOABRAÇO...KKK

MARCILIO FERNANDES disse...

BELEZA PURA,SEMPRE ÚTIL E COLABORADOR,WALEW.......

Fábio Almeida disse...

Fala, Mestre. Acabei vendendo aquele meu isolante inflável super leve porque era muito estreito. Se não me engano eram 55 cm. Uma virada e estava dormindo no chão. Aí não tinha 315g que me deixasse feliz. Rsrs. Agora estou procurando um mais largo, mas tenho achado uns excessivamente pesados. Qual é este que vc achou? Abs

Mário Trindade disse...

E peso?

joaozinho menininho disse...

Quando viajo costumo levar a barraca de camping e muitos dos equipamentos citados... mas apesar de adorar cozinhar, quando estou viajando de bicicleta sempre procuro comprar a comida pronta... llloollll...

Excelente postagem...

Cicloabraços
Joaozinho

goingsouthbound disse...

Grande Antigão,

Nossas listas são parecidas, embora eu ainda não tenha botado a minha no papel. Imagino que pouca coisa mudaria.

Um abraço!

Gilmar Doistempos disse...

Legal Waldson, muito boa essa sua lista, vou
salvar pra verificar quando sair pras
pescarias mais distantes.

Nao tenho, nem de longe, essa sua habilidade
em arrumar e escolher as coisas. Fiz um
reboque pra minha bicicleta motorizada onde
levo quase tudo xD

Teve um item que me despertou a curiosidade,
pela marca e pelo sabor:

"Miojo Lámen sabor galinha."

[]s ;)

Waldson Gutierres disse...

honestamente o tal de Miojo não é lá muito saudável, reconheço. Mas se não usarmos todo aquele sachê de tempero e o substituirmos por um tempero mais sadio, vale a rapidez no preparo.
Mesmo assim há macarrão tão rápido quanto para ser preparado.

A lista é grande mas nem sempre a gente leva todo o seu conteúdo. Para usar a lista completa há que se cicloviajar por regiões inóspitas e praticamente sem recursos.

Abraços a todos(as)

Adriano disse...

De tanto"ouvir" vc falar da Nautika falcon 2 acabei comprando uma. Modelo novo, suporta 1000mm de coluna d'água, pesei na balança digital 1,7kg. Paguei 225 R$, vou fazer algumas viagens com ela e depois dou um banho de Scotch gard no sobreteto igual vc ensina naquele vídeo. Obrigado pelas dicas e do check list! :)

Waldson Gutierres disse...

Olá, Adriano, bem-vindo aos comentários do nosso Blog!

Olha, já tive até barraca da Aztek que, reconheço, são excelentes no que tange à impermeabilização. Mas, normalmente não são auto-portantes, tampouco têm um avanço no sobreteto. Se está chovendo ou serenando e você abre a porta, pronto, lá vem água para dentro!!!
Quanto ao chek-list pouca coisa mudou de lá para cá, mas preciso reeditá-lo e comentar sobre alguns produtos e utensílios que eu usei. Alguns bons e outros não recomendáveis.

Grande abraço e continue nos prestigiando com sua presença virtual.

Antigão cicloturista.