sábado, 7 de janeiro de 2012

Lições dos homens da caverna sobre a gordura.

 

Gordura corpórea

Todos sabemos da dificuldade que é emagrecer. Isso não se discute. Temos que contar as calorias que ingerimos em nossa alimentação e também tratar de gastar mais calorias em nossas atividades. Simples assim. Mas então, por que é tão difícil queimar gordura e, ao mesmo tempo, tão fácil engordar?

Nosso corpo ainda carrega uma adaptação que, nos dias de hoje, não seria mais necessária: a capacidade de armazenar gordura. Calorias em excesso são estocadas como depósitos de gordura. Na época das cavernas, não se sabia quando haveria alimento disponível, então fazia sentido ter estoque de energia (gordura) no corpo. Naquela época os homens andavam mais, muito mais, para qualquer tarefa básica de sobrevivência: locomoção, caça, busca por abrigo, etc.

Infelizmente nosso DNA mantém essa adaptação, apesar de hoje haver abundância de comida à nossa volta. E o resultado da combinação entre mexer-se menos e comer mais, nós já sabemos. Basta olhar ao seu redor e contar a quantidade de pessoas que são bem magras. A cada década que se passa, esse número tende a diminuir.

Agora resta entender outro aspecto que explica por que é difícil queimar gordura. A estrutura molecular da gordura é cheia de átomos de carbono. Por isso, sua queima rende mais calorias. Isso quer dizer que é uma fonte de energia que rende muito. Por exemplo, mesmo estando bem magro, ainda assim há energia suficiente para percorrer mais de cem quilômetros! Se a gordura fosse um combustível pouco eficiente, seria possível emagrecer com menos esforço.

Os tempos mudaram, mas nosso corpo não: ainda se encontra “no período das cavernas”.

Andando menos, comendo mais e estocando energia da mesma forma que os homens primitivos fica difícil queimar gordura. Difícil, mas não impossível. Temos que manter o corpo em movimento e desenvolver o hábito da frugalidade em nossa alimentação. Hábitos primitivos e que paradoxalmente devem ser cultivados no mundo moderno.

Por Renato Dutra

Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/saude-chegada/

Um comentário:

Carlos Bernardo disse...

Boas amigão!
Espero que esteja bem melhor da coluna e que dentro em breve possa voltar á estrada.
eu tenho tado como o homem das cavernas a acomular gordura, só que ele queimava muitas calorias e eu não faço nada e tenho 9 kg a mais , ainda vou virar bola, rssss
Um abraço.