terça-feira, 13 de março de 2012

A nova bike repaginada do Gabriel


Há dias estou para postar a repaginada que dei na bike do meu neto Gabrie, de 6 anosl.
Como ainda não estou 100% de saúde, sento-me num banquinho e vou fazendo as coisas com muito vagar, parcimoniosamente.

Primeiro foi a bike do Miguel, que foi comprada usada e reciclada. http://pneunaestrada.blogspot.com/2012/02/nova-bike-reciclada-do-miguel.html. Agora a bike do Gabriel que passou pelo processo de repaginação.

No caso do Gabriel,  ele já tinha uma bike e precisei repaginá-la.

Tudo começou quando montei a bike do Miguel. O Gabriel só queria andar na bike do Miguel. Um pouco é porque tudo o que é novidade chama a atenção das crianças. Mas ele alegou que o guidão da bike do Miguel era mais confortável. Ele queria que eu pintasse a bike dele e trocasse o guidão por um igual do Miguel.
Não consegui um guidão idêntico, pois esses guidões de cecizinha são difíceis de encontrar, mas fizemos um esquema que tornou o guidão bem mais confortável.

Bom, primeiro foi escolher a cor. Ele queria com adesivos do Ben 10, que são verde escuro.  Assim, o convenci que um verde mais claro ficaria muito bom. Ele aceitou.

A Bike como era antes.

Gabriel_bike1

Nesta forto, eu havia feito uma adaptação, virando a mesa para o lado de dentro para que ele tivesse um acesso melhor ao guidão. A roda da frente eu também já havia trocado, pois essa da foto quebrara há tempos atrás. Na época coloquei uma roda branca, pois foi a única que encontrei usada e em bom estado. A foto acima é de uns 2 anos atrás, mais ou menos.

Na sexta-feira, quando voltei da fisioterapia passei numa grande loja de materiais para construção e comprei as tintas em Spray.
  • 1 – Spray verde claro de esmalte sintético.
  • 1 – Spray de Primer cinza, pois o meu estava no fim.
  • 1 – Spray branco, próprio para pinturas em materiais plásticos, para pintar as rodas.
  • 2 – Folhas de lixa 80 para ferro.
  • 2 – Folha de lixa 220 para ferro.
  • O spray de preto fosco não precisei comprar, pois tinha um quase cheio. 
Desmontei a bike no sábado, sentado no banquinho e já comecei a raspagem do quadro e garfo. Raspei toda a tinta velha, pois notei que não serviria de fundo. A qualidade da tinta antiga não era lá grande coisa.
Tres demãos de primer cinza no quadro e  já comecei a trabalhar o garfo. O garfo recebeu umas tres a quatro demãos de preto fosco.

IMG00232


O quadro recebeu umas três ou quatro demãos de verde claro.



IMG00234



O mais difícil foi pintar as rodas, pois uma era amarela e  a outra branca. Foram várias demãos para cobrir o amarelo. A tinta para plásticos também escorre com mais facilidade, portanto exige muito mais atenção e cuidado.

IMG00239 
Foram efetuadas as trocas apenas  da mesa, guidão, cabos e capas dos freios. Todas as demais peças foram reaproveitadas.
Os adesivos do Ben 10 deram o toque final.

Por fim, eis o produto final:

DSC01598


O Gabriel nem deu tempo de levantar o banco e já sentou para posar para a foto de estréia!

DSC01599




Lógico que o Gabriel ficou contentíssimo com sua bike “nova”.  Smiley piscando


Precisamos sempre incentivar os nossos filhos e netos á pratica de esportes saudáveis, mas mostrar-lhes que reciclar o que temos em mãos também é muito importante.
Smiley de boca aberta
Abraços.
Antigão

5 comentários:

Gabriel Rangel disse...

É amigo, se continuar assim, logo eu te mando minha bike pra uma reforma também.
Brincadeiras a parte, que bom que não se afastou das bikes. Logo a saúde fica 100% e você já estará pegando a estrada.
Grande Abraço

PH disse...

Ficou show, tenho dois sobrinhos, 3 e 5 anos, comprei uma bike pra cada mas as correntes saem toda hora, eh so eles exigirem um pouco mais no pedal, ou ficar rodando contra que a corrente sai... sera que as bikes sao ruizinha ou eh algo que possa ser ajustado? elas foram menos da metade de uma caloi.
Bom eu acabei ficando empolgado e comprei uma Caloi 500, usada pra mim.
Tem pouco mais de duas semanas, ja senti que o banco nao me agradou, pretendo trocar por um vazado, foi o que me indicaram. outra coisa eh a falta de paralamas, antigamente a bicicleta vinha completa, ate com um pequeno kit de ferramentas, hoje nao vem com nada, nem paralamas... bom, peguei uma chuvinha... bom os unicos paralamas que encontrei foram uns de plastico, horriveis, queria saber se posso compra de modelos antigos, aro 26, se eh possivel adaptar, vi alguns vendendo no mercado livre, 35 reais..mais uma coisa, consegui um bagageiro usado, em muito bom estado, mas eh metal e queria ele preto fosco Posso pintar direto em preto fosco ou tenho que fazer algum preparo antes. A tinta que penso usar eh preto fosco spray 600o, um amigo pintou o motor da moto dele e sobrou um pouco, acredito que de para pintar o bagageiro.

Waldson Gutierres (Antigão) disse...

Beleza, Gabriel,

A gente não pode se afastar totalmente das bikes, nem que seja as de criança, hehehe! Eu estou aqui aguardando o aval médico e fisioterapeuta para voltar aos pedais. Não tem problema que demore um pouco mais, o importante é ficar bom!

Grande abraço!

Waldson Gutierres (Antigão) disse...

Olá, PH, obrigado pela visista ao Blog.

As bikes infantís, principalmente aro 12, tendem a dar bastante folga na caixa central e isso provoca o escape da corrente com facilidade. Vê se também as correntes não estão com muita folga.Deixe-as bem justas.

Quanto ao uso de para-lamas na sua bike, os quadros e garfos modernos não vem com suportes onde você possa prendê-los. Nesse caso use abraçadeiras para fixá-los. Observe que na minha bike de ciclotur eu uso abraçadeiras para prender o para-lama dianteiro ao garfo. Mas ainda existe a possibilidade de prendê-los aos eixos, atraves de suas hastes.

No caso de para-lama de ferro, lixe bem e procure dar mais de três demãos de preto fosco. Lembre-se a tinta em spray deve obedecer um intervalo de não mais de 10 minutos entre demãos.

Faça a montagem depois de 24 horas no mínimo.

Grande abraço!

Fábio Almeida disse...

Isso é que é avô! Está me dando umas ideias para nova do meu filho. Parabéns pela dedicação, Waldson!