segunda-feira, 25 de julho de 2011

O novo brinquedo do Antigão! (Novas fotos)

Olás,

Bom, para quem ainda não sabe, desde o começo do ano que venho pesquisando sobre bicicletas reclinadas. No começo uma pesquisa "light", mais por curiosidade do que outra coisa. Essa "curiosidade" se transformou em "necessidade" á medida que os meus problemas de dores cervicais e lombares foram se intensificando.

Encontrei um grande amigo forista, o Nino Coutinho, que de maneira bastante sábia,  espontânea e dedicada respondeu todas as minhas perguntas sobre o assunto reclinadas. O Nino é, sem dúvida, um "expert" no assunto.


O Nino, a simpatia em pessoa!



Nas minhas pesquisas eu havia encontrado o Site da Solyom, (http://www.solyombikes.comfabricante paulista de bikes reclinadas. Na visita ao site, apaixonei-me á primeira vista por uma Explorer S20. Me pareceu uma bike leve e robusta, pronta para cicloturismo. O fato de ser "dobravél" animou-me ainda mais. Cheguei a contatar via e-mail o Davilson, proprietário da Solyom, que me atendeu com muita presteza dando-me mais detalhes sobre o modelo em questão.


Explorer S20 - Amor á primeira vista!




Neste mês de julho voltei a contatar o Nino e entre e-mails trocados entramos em negociação com a Explorer S20 que ele possuía. Como ele está com uns projetos mais ousados e eu querendo uma S20, unimos o útil ao agradável e ele me vendeu a Explorer.


Hoje, domingo, 24/07/2011, nos encontramos no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo, pois o Nino trouxera a bike no bagageiro do ônibus desde Itajubá-MG.

Foi um encontro memorável, regado a café com leite e, para deixar o encontro bem á mineira, acompanhado com pães de queijo.
Além o mais, ganhei do Nino uma caixa contendo saborosos pés-de-moleque tipicamente mineiros. Uma delícia!


Nino e Antigão. Não precisa dizer quem é o Antigão, né!?






Para mim reconheço que foi uma honra conhecer o Nino pessoalmente. Trocamos várias idéias, sobre vários assuntos e, como eu disse acima, ele é a simpatia em pessoa.

Despedi-mo-nos e eu segui para a Zona Leste de Sampa, onde moro. Cheguei e como vi que era facílimo  montar a bike o fiz rapidinho.
Como ainda estou em tratamento e não posso pedalar, fui á rua paralela á minha casa e dei apenas duas voltas para sentir a bike. Fantástica!
Creio que, a medida que me familiarizar com ela, vou sentir-me mais a vontade, mais solto, até que chegue o dia de colocá-la na estrada, carregada com as tralhas inerentes a um ciclotur de um ou mais dias.

Por enquanto é só pose para retrato!



Meu novo brinquedo.



Já na próxima semana vou instalar a roda traseira com aro 26, como eu planejava antes mesmo de adquirir este exemplar maravilhoso.

Gostei. Estou muito contente com mais esta aquisição. Foi o MEU ( De eu para eu!) presente de aniversário!


Agradeço a Deus por me dar a oportunidade de adquirir mais este meio de locomoção e prazer, para os meus passeios cicloturísticos. Assim, logo, se Ele quiser, estaremos nas estradas fazendo o que mais amamos: cicloturismo.


Não posso deixar de agradecer também ao ao amigo e também cicloturista Nino pela honradez, presteza e a confiança em mim depositada. 
Obrigado amigo, que Deus nunca deixe de iluminar os seus caminhos!


Site sobre bicicletas reclinadas: 
http://recliforum.forumeiros.com


Atualização.


Hoje, 31/07/2011, estou acrescentando novas fotos da Explorer, em razão das modificações efetuadas.

A roda traseira passou de aro 20 para aro 26. Ficamos com um aro Vzan Drop 20 na frente e Vzan Extreme 26 atrás. Ambas as rodas raiadas com raios pretos e niples prateados.
Pneus CST em ambas as rodas.
Na roda traseira, entre o pneu e a câmara. colocamos uma fita anti-furo de uma marca importada.
Ambas as rodas estão equipadas com câmaras Pirelli novas.
Finalmente foi efetuada uma pintura no tubo que prende a mesa ao guidão (preto brilhante) e no horn que prende o câmbio dianteiro (preto fosco). O guidão foi equipado com os acessórios de praxe, espelho, ciclo-computador, etc.




Detalhe da roda dianteira.




Detalhe da roda traseira




Detalhe do Cockpit com acessórios.




Detalhe dos "pilotos", Gabriel e Miguel, as jóias da casa.




Deus é fiel!


Antigão.

15 comentários:

elton disse...

quanto eu crescer, quero uma igualzinha !!!!!!
que beleza, Antigão!
parabéns e boas pedaladas!!
abraços
Elton Xamã

biciclenauta disse...

Bacana Antigão. Parece mesmo ser muito confortável.
Abçs

In disse...

Olá Antigão,

Que belo brinquedo que você adquiriu!
Gostei! Espero que traga muitas quilometragens de passeio.
Ela é dobrável? Melhoras na saúde.

Abraço.

Memórias de uma bicicleta disse...

Parabens....., como se falava no tempo da caserna, enquanto o mundo gira o infante se vira. Espero que vc coloque essa belezinha logo na estrada. Pra nos alegrarmos juntos, com suas viagens.
abçs

Nino Coutinho disse...

Obrigado pelas palavras, Waldson! Pra mim é que foi uma honra!

Curti pacas nossos breves momentos juntos e reafirmo que fiquei muito feliz, contente e realizado em te passar uma "máquina" prontinha pra pedalar!

Tenho certeza que fará um ótimo proveito, e nos presenteará com belíssimas imagens e relatos.

Um forte abraço,


Nino

PS: adorei as fotos, ficaram bem melhores que as minhas. Roubá-las-ei!!!

Waldson Gutierres (Antigão) disse...

Obrigado a todos que aqui deixaram seus comentários. Tão logo eu possa voltar aos pedais, começarei a pedalar com ela para me familiarizar. Daí até pegar as estradas creio que ainda levará algum tempo.

Para o IN: Sim, ela é dobravél. Observe que abaixo do banco, onde começa o "garfo" traseiro há uma secção com um rolamento. Nesse ponto ela se dobra, jogando a roda traseira para debaixo do quadro, na direção do guidão. Com o guidão abaixado, roda dianteira e banco removidos, temos apenas um "pacote" que cabe em lugares bem pequenos. Quero ver algum motorista de ônibus reclamar do espaço a ser utilizado!

Abraços e obrigado a todos!

Carlos Bernardo disse...

Amigo antigão!
Muitos parabéns pela sua escolha, esse modelo é o mais indicado para viajar e verá que o seu problema de coluna não o irá impedir de pedalar porque a coluna não fica em tensão, é como estar num sofá.
Essa bike é dobrável , ainda melhor para transportar no auticarro ,trém ou no carro.
Eu já há muito que sou fã das reclinadas e a minha ainda é um prototipo mas curvom melhor com a reclinada e tou a curtir, em breve vou fazer outra para as viagens.
Um abraço amigo e que recupere depressa para ter o prazer de ver as postagens das suas viagens com a bike nova.

svicente disse...

Achei uma ÓTIMA ESCOLHA. Vc ganha a independência de uma dobrável com o conforto de uma reclinável. Tenho ctz que irá desfrutar de ótimos passeios com essa "bichinha". Agora é só aguardar o tempo certo para sentar e curtir belas paisagens. Ciclo[ ]s

Sergio

Adhocbikers2 disse...

Antigão, lembrei-me de um senhor que estava fazendo a volta ao mundo... acho que foi com uma bike desta. O padre Valdo, com sua Tanajura... Qual será o nome desta???Já pensou??

Waldson Gutierres (Antigão) disse...

Olás, amigos! Obrigado pelos comentários!

Quanto ao Padre Valdo, citado pelo Adhocbikers2, lembro-me perfeitamente de suas aventuras. Tenho dois livros dele. Aliás, a minha curiosidade por reclinadas nasceu ao vê-lo de "Tanajura" (Cruzbike). A minha ainda está, digamos, anônima. Ainda estou pensando na escolha de um nome para ela.

Grande abraço.

Edmilson Cupertino disse...

Waldson Antigão... fiquei um tempo longe do fórum e do seu blog. Estava pesquisando sobre espelho retrovisor e achei seu tópico com essa reclinada. Achei fantástico essa bike e tenho certeza que sou um de muitos que tem vontade de dar uma volta em uma reclinada. Estou com uns projetos de cicloturismo e vou compartilhar contigo. A propósito, quando vai estrear a bike com um ciclotur?

Abraços e felicidades!
Edmilson Cupertino
www.bikeciclotur.com.br

Waldson Gutierres (Antigão) disse...

Olá, Edmilson! Obrigado pela visita ao blog e seu comentário.

Quanto a estrear a bike reclinada com um ciclotur, creio que ainda demora um pouco, pois estou em repouso médico, devido ao tratamento de hérnias de disco. Creio que pedalar para valer mesmo só depois de outubro, embora eu gostaria que fosse antes.

Grande abraço!

Olavo Ludwig disse...

Grande Antigão! Nada como uma reclinada!

Andarilho disse...

E aí Waldson?
Como vão as coisas?
Aqui vai tudo devagarito... bicicleta, muito pouco!
Outro dia comentei sobre a mesma possibilidade de enfrentar uma reclinada devido ao problema do meu ombro (fiquei nos 80%, eu acho). Não me convence muito o estilo de pedalar, mas entre pedalar numa, e não pedalar, vou com certeza pedalar numa reclinada. Sou obrigado a dar o braço a torcer, foi uma decisão importante e saudável para ti (também para outros que tem problemas nas costas e nos braços e pulsos). Estarei acompanhando e apoiando tua nova trajetória de sucesso... espero que seja tudo isto e mais um pouco que tu esperas. Um grande abraço do amigo e roda pra frente.

Olavo Ludwig disse...

Já vi alguns depoimentos de ciclistas que deixaram para experimentar reclinadas depois de mais velhos ou por problemas de saúde e a maioria diz que é uma experiência única, eles tinham preconceitos que depois consideram injustificáveis e muitos se arrependem de não ter ido para a reclinada antes. Quem tem um blog legal sobre reclinadas é o Artur
http://pespracima.blogspot.com/
Tem muita coisa legal.
É muito difícil alguém que experimenta por um tempo (alguns basta uma voltinha e enlouquecem, mas muitos precisariam de uma semana) e não gosta.

fica a dica Experimenta uma boa reclinada, ou experimenta várias se tiver oportunidade. Aqui em Porto Alegre, fizemos uns encontros, que andam meio parados, e o pessoal tem oportunidade de experimentar um pouco.