domingo, 16 de janeiro de 2011

Novo projeto para Aerotech Raptor - Ilha do Mél.

Olás,

Começa o ano e a gente, acompanhando o novo calendário, já começa a idealizar novos projetos de passeios. Lógico que para esses passeios idealizados precisamos contar com um bom e adequado equipamento.

Para este ano de 2011, nas minhas férias de março/abril tenho em mente um ciclotur de aproximadamente uns 600 Km. Espero sair de São Paulo, Capital e chegar a Ilha do Mél, no Paraná. Ainda não estou certo do trajeto exato a ser seguido, apenas algumas opções povoam os meus pensamentos. Esta fase ainda está em estudos. Por enquanto estou lendo os relatos dos companheiros que já fizeram esse ciclotur e também já adquiri o Guia de Trilhas, volume 3, como recomendou o Rodney.
Neste ciclotur terei que pedalar bastante em estradas mais hostis e muitos Kms de praias, isto é, pedalar na areia dura da praia.
Para tanto, evidente que preciso de um equipamento apropriado.
Tenho duas bikes, uma estradeira, montada em cima de pneus 700 X 38 que, com certeza, não será a bike apropriada para esse tipo de terreno. A outra bike, uma Aerotech Raptor, está mais apropriada para esse tipo de terreno, desde que sofra algumas poucas modificações. É exatamente disso que pretendo tratar nesta página.

Esta é a Aerotech, como está hoje.


Já fiz algumas viagens com ela, que se mostrou bastante ágil e robusta, porém devo admitir que essas cicloviagens foram feitas através de estradas asfaltadas. Aliás, um desses passeios está relatado aqui neste Blog, sob sob o link 
http://pneunaestrada.blogspot.com/2010_05_01_archive.html.

Neste, fui de São Paulo-SP a Paraty no Rio de Janeiro.

Esta bike está equipada com freios a disco hidráulicos e suspensão Manitou também hidráulica, tornando-a a bike ideal para esse tipo de terreno. Contudo, esse quadro é de 22", um pouco grande para minha estatura, pois tenho apenas 1,75 mts de altura. Para ciclotur não há problemas essa diferença, mas mesmo assim farei algumas modificações para torná-la ainda mais confortável. Neste caso a mudança será na mesa/guidão, trazendo-os mais para perto do meu corpo, de maneiras a pedalar alguns graus um pouco mais sentado.

As fotos abaixo dão uma idéia melhor da modificação:

Sai a mesa Ritchey, mais baixa e mais longa...


Entra a mesa Trans-X (100 X 40), mais curta e mais alta. O guidão Woodman mais reto (menos rise) também sai, dando lugar a um guidão Kalloy com 1" de rise, portanto um pouco mais alto. Ambas as peças eu já tinha guardado, portanto não precisei fazer nenhum investimento nesse sentido.



Essa pequena mudança  já irá trazer um pouco mais de conforto na direção, tornando a bike menos agressiva e mais touring.

O selim Selle Royal mais fino também sai e entra um Kuruma de formato mais arredondado, ambos com respiro, que eu também tenho guardado. O Selle Royal, com o tempo e uso parace que ficou um pouco duro, como se o gel houvesse secado, tornando-o menos confortável que o Velo Plush, que eu uso em outra bike, ou o Kuruma.


Na relação, conforme dá para perceber nas peças da foto acima, sairão, cassete 11/32, que será substituído por um cassete Deore 11/34, ambos de 9V, a corrente que será substituída por uma HG-53, com Power Link Sram Gold e o Pedivela. O pedivela atual é um Sys de alumínio, de 170 mm, cujas coroas de aço têm 48/38/28 e será substituído por um Sugino, também de 170 mm. com coroas de aço de 42/34/24. Essa mudança pretende tornar a bike mais leve nas subidas e nos terrenos mais hostís, uma vez que sempre carrego em torno de 20 Kg de peso extra nos alforjes.
O pedivela Sugino eu já tinha guardado, e era de alumínio polido, mas como estava com as engrenagens novas, resolvi pintá-lo e reaproveitá-lo. Antes fiz um teste com a corrente nova para ver se não ficaria com nenhuma folga. Ficou perfeito.

As fases de pintura foram: 

  1. Lixar com lixa 400, só para tirar o brilho do alumínio.
  2. Empapelar as coroas.
  3. Dar duas demãos de primer (fundo).
  4. Dar três demãos de preto fosco.




Esta eu considero a primeira fase das modificações.

Na segunda fase entrarão os para-lamas (detesto pedalar com água na cara, lançada pelos pneus dianteiros!). Estes são de aço (Ray-bar). Mas como eram retrô, resolvi pintá-los de preto fosco. Já estão prontos, apenas aguardando instalação.

Aqui, traseiro apenas no primer e 
dianteiro já terminado.


Aqui, ambos já terminados.


Os para-lamas serão adaptados com abraçadeiras na frente, presos á suspensão e a um Booster (ferradura), presa aos pinos do V-Brake. Na parte de trás sem problemas para instalar o para-lama.

Finalmente as modificações atingirão também os pneus, ora Pirelli BM60, 26 X 1,5 que estou achando estreitos para o tipo de terreno que irei enfrentar. Estou pensando em instalar pneus, no mínimo, 26 X 1,9.
Neste caso ainda estou em dúvidas se irei instalar o Kenda K-847 semi-Slick, 26 X 1,95. São pneus de baixo custo e, pelo que estou pesquisando, não furam com muita freqüência, não obstante as minhas bikes estarem sempre equipadas com fitas anti-furo em ambas as rodas.

Finalmente, sairá o bagageiro traseiro Trans-X e entrará um Wencun, que eu acredito ser mais resistente, pois tenho um instalado na minha bike estradeira e viajo constantemente com ele carregado.

Bagageiro Wencun em alumínio.



Bagageiro Trans-X que será removido.


Na frente, provalvelmente também instalarei um bagageiro, mas este ainda não defini qual será, se comprado em alumínio ou confeccionado por encomenda em varetas de aço de 8 mm. Talvez eu até pense em adaptar um desses bagageiros em aço existentes no mercado, modificando-o de acordo com as minhas necessidades.

Por ora estas são as modificações propostas. Até chegar o momento da viagem, que ainda está distante, talvez possamos fazer outras modificações, mais ou menos significativas.

Abraços do Antigão.

Fotos da Modificação I

Olás, hoje 09/01/2011 já tenho as fotos das primeiras modificações que foram efetuadas.

Os para-lamas preto fosco ficaram legais. Deram um ar retrô á bike. Apenas as hastes serão acertadas, pois já era noite e eu precisava da bike para testar o conjunto. Ainda falta a iluminação passiva, constituída de refletivos, que serão colocadas nas partes traseiras dos paralamas.

O bagageiro, na falta de orifícios laterais nos seat stays, foi fixado junto a blocagem do selim



Pedivela reduzido Sugino instalado. E personalizado ainda por cima, pois nâo existe Sugino com coroas prata e braços pretos, hehehe. A tampinha do parafuso central, na pressa, coloquei a primeira que apareceu a original é prata.Os pedais já estão encomendados e serão trocados por modelos plataforma, até a próxima semana.




Cassete Deore 11/34 e câmbio Deore... um show nas trocas.




Para as próximas semanas teremos os pedais plataforma pretos, já citados e os pneus 26 X 2.0 que equiparão as rodas.


Hoje pela manhã fiz um pequeno teste de 40 Km com a bike, incluindo muita subida e trechos de terra e cascalho. O conjunto se mostrou perfeito. Apenas o biker, habituado ao guidão butterfly sentiu um leve desconforto. Mas, foi só no início do pedal. Logo aos 10, 15 Km pedalados já estava perfeitamente integrado ás novas mudanças.


Por ora é só. Aguardem as novas mudanças.

Novo Teste

Hoje fiz um novo  teste, pedalando 45 Km em estrada e ruas.
Tudo bem, tirando o câmbio traseiro que ainda está um pouco desregulado. Mas isso é fácil.


O Quadro da Aerotech apresenta um problema quando se tenta instalar dois suportes para caramanholas, um no seat tube e outro no down tube. As caramanholas ao serem inseridas pegam uma na outra impedindo que uma delas (a que for colocada depois)  fique perfeitamente segura dentro do suporte.
Para resolver esse problema tive que prender a parte de baixo do suporte no furo de cima do seat tube e a parte de cima do suporte prendi no tubo com um "enforca gato". Ficou perfeito.




No mais, para-lama adesivados, pedais trocados agora por Xerama Plataforma, um pequeno farol de 8 Leds da QLite instalado.
Os pneus CST 26 X 2.0 ficaram perfeitos. Os cravos baixos e muito próximos uns dos outros lembram os BM-60 da Pirelli, que eu conheço de longa data.
Os CST com toda a sua largura rodaram muito bem no asfalto, sem oferecer grande resistência á pedalada, trazendo mais conforto na buraqueira e pisos irregulares. Creio que na areia farão sucesso.






Aqui, as fotos finais do projeto. Agora vou me preocupar apenas com o trajeto, locais para estadias, etc. Creio que a bike está pronta.






No próximo final de semana, um amigo e eu, faremos um ciclotur de pouco mais de 200 Km, onde poderei dizer se tudo ficou perfeito ou não. Esse ciclotur será publicado neste Blog pouco depois de sua realização, aguardem.


Abraços.

Antigão. 


Esta era uma página de postagem, mas como estou com o espaço de páginas bem reduzido, estou transportando-a para esta postagem. Peço desculpas aos amigos e amigas que fizeram comentários, pois infelizmente não há como transportá-los juntamente com o texto.


Bom, gente, após o último passeio que fizemos, o Luciano e eu, já dá para postar aqui a impressão obtida com a bike, após as modificações.


Praticamente 90% das modificações deram certo, exceto selim que me cobrou um preço alto pelo passeio: Inflamação de um nervo nas "partes baixas". O médico me proibiu de pedalar até o dia 12/02, tomando anti-inflamatórios por 5 dias.
Um selim Kuruma já bastante usado, que eu tinha guardado e praticamente nunca tinha feito viagem longa com ele. Fiz apenas dois testes, um de 40 e outro de 45 Km.
Já troquei o selim, assim que retornei de viagem. Agora estou usando um Velo Plush, ao qual já estou bastante acostumado.
O paralama dianteiro bateu bastante na viagem e, nos acostamentos em terra, ou asfalto esburacado, fazia um barulhão. Já corrigi o problema, fazendo algumas modificações no paralama dianteiro, origem do barulho.
O câmbio traseiro também deu uma desregulada e mesmo esticando o cabo manualmente não consegui um ajuste fino. Meu mecânico irá regulá-lo nesta semana.
O cassete Deore 11/34 e o pedivela reduzido ajudaram sobremaneira nas subidas e na areia.
No mais a bike ficou ótima para enfrentar os terrenos mais áridos, tais como areião, praias, trilhas, etc. Os pneus se comportaram muito bem, trazendo bastante conforto á viagem.

Agora é só aguardar as férias e sair para a viagem, onde pretendo chegar até Curitiba, se Deus quiser. Até lá, vamos fazendo nossos ciclotures pela região. Wink

Abraços e vamos para a estrada!

Waldson


6 comentários:

Bikelando disse...

Meu amigo Waldson,
Sua Aerotech está show!! Eu troquei meu bagageiro Tranz-X pelo Welcon e a mudança não poderia ter sido melhor, você não vai se arrepender!
Interessante ao ler sobre o selim porque tenho sentido o mesmo com o meu, parece que ficou mais duro, ou talvez seja eu quem ficou mais mole, ainda vou descobrir isso.
É sempre uma delícia entrar aqui e ler seus relatos. Já me deu vontade de chegar em casa e fazer algumas mudanças na Mikinha!
Grande abraço

Beto Marcicano disse...

Boa queridão! Estou transformando a Myiata também para uma "pegada" mais touring, (os anos vão passando e esse negócio de trilha começa a ficar meio complicado hehe), em breve terei novidades, e estaremos de volata aos pedais! Abração!!

SPEED disse...

E ae Antigão!
Vi as fotos e os relatos. Que vontade de somar nas viajens heim!
Tua bike ficou belissima, só nao aconselho esse pedivela, que já me deu problemas. No mais tudo perfeito!
Parabens!

Consórcio Rodobens disse...

Grande Waldson

Nesse post, vc menciona que pretende ir até a Ilha do Mel, pelo que procurei no blog, acho que vc ainda não foi

Se não foi, dá uma lida nesse blog

http://felizcidadefeliz.wordpress.com/

É de um casal amante de bicicletas que fez um viagem linda

Abraço

Alvaro Sanção
alvaro.sancao@uol.com.br

Bruno Bastos disse...

Olá amigo, ótimo post! Estava procurando informações de como instalar paralamas e bagageiro nesse quadro e achei seu blog. Excelente!
Sabe informar se o quadro tem furação para bagageiro e paralamas ou é preciso fazer alguma modificação?
Obrigado!

Waldson Gutierres disse...

Olá Bruno, obrigado pelo seu comentário.
Esse é um ótimo quadro. Só o vendi porque era grande para minha estatura e porque estava precisando do dinheiro.
Não há que fazer qualquer modificação. Há suporte para bagageiro, paralamas e duas caramanholas.
Fique tranquilo; é um excelente quadro.
Grande abraço.